Mostrando postagens com marcador Indiferênça. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Indiferênça. Mostrar todas as postagens

sábado, 5 de março de 2022

ecos maternos

 

Migrant Mother, Dorotea Lange, 1936




no mundo

existem pessoas boas

existem pessoas más

e existem as mais ou menos…

porém, a maioria das pessoas

que existem no mundo

são indiferentes

não sentem, não ouvem

o clamor da consciência


quem entre nós continua a ouvir

a mãe clamar nosso nome

e nos alertar que o outro é alguém?


(minha mãe nunca quis que eu destruísse o mundo

porque o mundo, pra minha mãe, sempre foi

o cantinho que ela construiu para mim)